CASAMENTO

AQUILO QUE NÃO SE FALA A QUEM CASOU OU VAI CASAR

6 de fevereiro de 2017
casar

Basta alguém saber que acabou de casar – ou que está noivo –  para a chuva de conselhos, pitacos e recomendações começar a brotar. Na maioria das vezes, alguns casais conseguem manter uma certa educação, mas, na realidade gostariam de não ser tão polidos e responder com certas verdades.

Sempre tem alguém que quer lhe mostrar um jeito certo de fazer as coisas, apresentar maneiras que ela julga serem as mais fáceis, usar-se de exemplo  e até emitir juízo sobre os planos e atitudes dos outros. Costumam dizer que é cedo demais para isso, tarde demais para aquilo, que não pode deixar de fazer tal coisa ou tem que evitar outras…

Enfim, é sempre conselhos e mais conselhos.  Sabemos que nem sempre as pessoas acabam fazendo isso por maldade, na maioria é simplesmente para tentar ajudar a outra. Por isso, a próxima vez que conhecer um casal que vai casar-se ou que acabou de casar fica aqui recomendação de coisas chatas que  não se deve falar a eles.

Sobre o momento de ter filhos.

Sempre tem alguém que conta sobre uma experiência terrível de noites mal dormidas, da perda de liberdade, do trabalho que é ter filhos, que insistem que é melhor ter filhos somente quando se está totalmente preparado para isso. Por outro lado, também existe os que indicam “encomendar os herdeiros” o mais rápido possível. Existe uma cobrança muito grande por parte da família especialmente para que os filhos sejam os planos primários de um casal.

Ao contrário do que muita gente pensa nós, por exemplo, não temos nenhum medo de ter filhos. Não pensamos que seria um problema qualquer ter um filho agora. Seria demais se isso acontecesse, mas ainda temos um monte de coisas que planejamos antes disso. E não tem problema nenhum com a gente.

O momento certo de ter filhos é quando o casal quiser tê-los. Apenas aprenda a respeitar quem escolheu não ter filhos já nos primeiros anos e a não desmotivar quem optou por já assumir essa responsabilidade desde o inicio. No tempo certo,  cada um terá a casa cheio de crianças brincando e correndo. Não tente decidir por ninguém isso.

Sobre o sobrenome ao casar.

Muitas mulheres sofrem demais porque seus pais colocam pressão para que ela não tire o seu sobrenome. Sempre nos contam histórias sobre isso. É claro que é importante carregar consigo essa memória familiar, mas também é preciso entender que um sobrenome não apaga nada a memória de um avô e avó que passam a vida ao lado de uma criança. Antes de ficar chateadinho por conta disso, aprenda a ser uma pessoa inesquecível na vida das pessoas.

O sobrenome deve ser escolhido apenas porque quem vai portá-lo depois. Então, se a menina escolheu deixar o nome do pai de lado, que seja assim. Se escolheu ter dez sobrenome para não perder, tudo bem também. Apenas deixe com que ela decida isso por si só.

casar

Sobre a obrigação da companhia pública.

Sempre que chegamos sem o cônjuge em algum lugar notamos que algumas pessoas ficam chocadas. Nós não somos um casal que tem vida social longe um do outro. Preferimos assim e por conta disso nossos amigos acabam sendo os mesmos.

No entanto, parece um pecado quando estamos em um local publico sem a companhia de parceiro. As pessoas tem a impressão de que um tem que obrigatoriamente estar o tempo todo com o outro. Com certeza, ninguém deve estar sozinho em um lugar que o outro não se sente confortável, mas não vejo nenhum problema em não estar sempre juntos.

Deixe que cada um escolha como quer viver e onde queira ir. Nós, por exemplo, não gostamos de sair separadamente. Isso não tem a ver com ciúmes, falta de confiança ou nada do tipo, apenas não achamos divertido um local em que o outro não esteja. É óbvio que isso não é regra. Muito casais conseguem se dar muito bem com essa divisão. Apenas deixe-os escolher.

Seja alguém que não atrapalhe e já estará ajudando.

O casamento já é um compromisso muito delicado na vida do casal, eles acabaram de se conhecer melhor, estabelecer convivência diária, de aprender mais sobre o outro, de acostumar a ceder e conversar, de dividir todo o tempo do mundo, por isso quanto menos pessoas quiser dar pitaco melhor.

E os que ainda estão para casar não desejam o tempo todo que as pessoas fiquem opinando sobre suas escolhas, tentando ensiná-las as coisas simples. Não tem coisa pior do que  pessoas que tentam controlar tudo. Por isso, aprenda a dar espaço para o outro e já está ajudando bastante.

Pondere antes de opinar. Tenha respeito e cuidado no jeito que vai colocar o assunto. Não dê nem ao menos uma crítica construtiva se não lhe foi dada a liberdade.  E sempre lembre: Agora é a vez deles de acertar, errar e crescer. Não tire essa oportunidade deles. Apenas respeite.

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS.

INSTAGRAMYOUTUBETWITTERFACEBOOK

Dê sua opinião. Comente!

Você também vai curtir: