RELACIONAMENTOS

AME E PERMITA-SE MERGULHAR NO OUTRO

22 de fevereiro de 2017

Amar é mergulhar no outro. Você precisa saber que não precisa ter medo de se envolver com ninguém profundamente, que não precisa evitar sentir o gosto da paixão e que aquela história que somente os bobos se apaixonam não é verdade. Você tem que saber que, mesmo aqueles que não estão do lado do amor, um dia precisaram mergulhar de verdade na vida do outro.

Aprenda que amar o outro é inevitavelmente aprender a mergulhar na vida dele e conhecer as maiores profundezas dos seus sentimentos, é se pegar aprofundando no pensamento do outro sem que ele abra a boca, é ir mais fundo na consciência, conhecer a alma e provar a vivência juntos.

Se olharmos para o amor de uma maneira mais prática, no final das contas percebemos que, mesmo que tudo não seja completamente perfeito, vale a pena cada salto em direção daqueles momentos que te trazem sensações como nunca teve antes.

Não evite que alguém mergulhe dentro de você com medo de que ela simplesmente vá embora, por receio de que ela te conheça tão profundamente, com a preocupação de que um dia ela pode trair sua confiança. Isso não pode ser amor sob nenhuma hipótese.

AME E PERMITA-SE MERGULHAR NO OUTRO

Mergulhar no outro é sair do umbigo

Não seja covarde, um fugitivo do amor, apenas por suspeita de que poderão vir decepções, porque no meio de um monte de histórias não tão bem sucedidas, encontramos maturidade para avançar, crescimento contínuo, equilíbrio para adquirir, discernimento para ponderar, sensatez para prosseguir, responsabilidade assumir. Amar é não desistir de si.

Não acredite que nessa história de que pessoas legais só aparecem em momentos ruins. Muita gente perde uma grande oportunidade de amar e ser amado porque acreditam que não estão no melhor momento para se relacionar ou envolver-se com alguém.

Faça pequenas permissões. Deixe alguém te levar para um jantar mesmo que não esteja disposta a conhecer mais pessoas, deixe um convite entrar pelos seus ouvidos e passar pelo seu coração antes de passar pelo seu cérebro. Não fique com medo do que pode acontecer depois. Você não conhece todas as possibilidades.

Não tenha medo de se ver completamente perdido no olhar do outro, de não conseguir se controlar com vontade de falar com ela, de sentir dor de barriga no dia que for conhecer a família dele, de ter a sensação de alegria cada vez que se encontrar com ela. Não tenha medo de saltar de um trampolim de ego e pular de ponta na alma de alguém.

Prefira morrer tentando amar do que ver a vida passar porque não teve coragem de se permitir.

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS.

INSTAGRAMYOUTUBETWITTERFACEBOOK

Dê sua opinião. Comente!

Você também vai curtir: