RELACIONAMENTOS

COMO MANTER UM AMOR DANDO CERTO

13 de fevereiro de 2017
COMO MANTER UM AMOR DANDO CERTO

Amor pode dar certo sim. Sempre nos perguntam como foi a nossa vida depois que casamos e como conseguimos lidar com toda essa mudança em nossa rotinas, tarefas e responsabilidades. Eu acho que uns dos segredos é que nunca cogitamos a possibilidade de ficar juntos para apenas tentar e ver se vai dar certo, mas ter a convicção que sempre vamos fazer de tudo para que as coisas deem certo. Este foi um caminho bastante seguro para nós.

É claro que é mais fácil desistir quando situações controvérsias começam a surgir, quando se perde o brilho do encantamento inicial, quando a expectativa começa a diminuir ou quando a relação com o outro começa a ficar mais concreta e o envolvimento mais sério.

No entanto, encontrar um amor que vale a pena sem que haja problemas relacionais, sem que a grana fique curta, sem que problema de saúde apareçam, sem que tenha medo da solidão é bem mais fácil. Até porque isso não quer dizer que quem não sofra com esses problemas, esteja em um relacionamento feliz. O amor é realmente uma decisão permanente de estar junto.

Acredito que mesmo que o sucesso de uma relação – e isso não quer dizer perfeição – pode estar ligado diretamente a capacidade de compreender que no amor é sempre preciso sempre ajustar-se cada dia, aceitar mudanças e adaptar-se a novas situações.

amor

Adaptar-se é o segredo do amor

Os casais felizes entenderam que o amor não está nas circunstâncias, mas na prática de adaptar. Por exemplo, é possível ver casais que têm dinheiro, tem saúde, construíram famílias, mas nunca se dão bem. E outros que não tem saúde, pouco dinheiro, são esquecidos pela família, mas conseguem se amarmos.

Eu acho que a infelicidade começa quando escolhemos entregar os pontos na hora que o amor está por um fio. Quando somos dominados pela sensação de que é melhor fugir dos problemas do que realmente adaptar-se, é porque admitimos que nossa própria possibilidade de amar é desastre relacional.

Não é fácil. Às vezes, nos percebemos claramente essa nossa incompetência em adaptar-se. Temos vontade de simplesmente ignorar e assumir que realmente não fomos feitos para essa coisa de insistir no amor, e procuramos o caminho viciado da conformidade.

O amor acontece para aquele que não julgam-se vítimas. Algumas pessoas não estão disponíveis para aprender isso junto com a gente, algumas delas não conseguem entender essa nova realidade, existem situações que não conseguimos fugir, mas quando o caminho que escolher for fácil demais, desconfie.

Aceitar que não nascemos para a felicidade é um caminho confortável, assumir que amores comecem com prazo para acabar é tão medíocre que não faz sentido. Adaptar-se e saber que amores não nascem para acabar parece difícil, mas é isso que sustenta todo o resto.

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS.

INSTAGRAMYOUTUBETWITTERFACEBOOK

Dê sua opinião. Comente!

Você também vai curtir: